quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Eu odeio o fato de amar você

Eu cerrei as mãos e soquei seu peito com toda a força que encontrei, e tudo que ele fez foi me puxar para mais perto de si e beijar minha testa, quando eu desisti de desperdiçar minhas forças e deixei meus braços caírem ao lado de meu corpo.

- Por que você me faz gostar tanto de você?

Idiota! Ele não respondeu e beijou meu pescoço levemente.

- Eu adoro esse seu perfume.

Eu me arrepiei toda, por culpa da carícia inesperada.

- Bobo, eu te odeio.

Ele deu um sorriso torto, sem mostrar os dentes perfeitamente brancos. - Ah, me odeia?

Então o babaca envolveu minha cintura e me beijou; e nos seus braços eu me entreguei ao deleite de saboreá-lo.

2 comentários:

blue. disse...

Não me pergunte porque mas tem algo nesse post que me encantou taaaanto, mas tanto que já li umas quinze vezes. Muito simples, mas muito contagiante. Parabéns, Carol.

Caroline Peres disse...

Bom saber que tu gostou, e obrigada! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...