segunda-feira, 21 de junho de 2010

Pra ultrapassar o que eu me tornei

Finalmente eu percebi quanto tempo escorreu entre meus dedos, enquanto eu estava ali sentada ouvindo as pessoas dizerem o que era melhor pra mim, eu ficava quieta e obedecia. E essas pessoas? Bom, elas continuavam vivendo. Sei que agi como um fantoche, uma frágil marionete nas mãos de gente que achava que sabia o que era melhor pra mim, eu desperdicei chances, deixei pessoas irem, coisas que eu gostava passarem nulas, sem nem pelo menos ter tentado. Eu simplesmente deixei passar, fui de pouco em pouco acumulando coisas que eu abandonei inacabadas e sentimentos mal resolvidos. Era como não beber toda a água que estava no copo, mesmo sentindo sede. E quando menos esperei caiu o véu que cobria meus olhos e então eu pude ver o quanto eu precisava viver imediatamente, tornar reais meus desejos, sem que ninguém me diga o que melhor. Me deixe quebrar a cara, eu não me importo em levantar mais uma vez e sacudir toda a poeira, me aconselhe, mas não tente me impedir. Nem mesmo se eu não conseguir o que eu desejo, eu quero sentir fluir por entre meus lábios: "Pelo menos eu tentei". Viva e me deixe viver, pelos meus erros eu me puno sozinha, não se preocupe. E se for pra me mandar desistir, poupe suas palavras.

Nos fones de ouvido: What I've Done - Linkin Park

5 comentários:

Loti disse...

mto perfeito esse carol *-*

haha'
titulo faz parte da musica q eu pedi pra ti baixa =]

serio,
teus textos tao cada vez melhores
continua assim :D

Loti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Perfeito, *-*

Juli Vargas Pegoraro disse...

LINDO DEMAIS D: Não consigo passar pelo teu blog e não comentar.

Antes que o sol se ponha! disse...

ameeeei :O
seguindo =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...