segunda-feira, 17 de maio de 2010

E se quiser voltar atrás?



Ela atirou-se na cama recém arrumada e agarrou-se no travesseiro, enquanto pensava nas coisas como eram uma vez, no tempo que ela sorria boba, mas feliz, ao pensar nele, sua antiga paixão improvável e distante. Mas logo as lembranças felizes partiram e ela lembrou-se de como ele agiu como um perfeito canalha ao mentir pra ela, não que ela tenha ficado realmente triste, o que ela havia sentido era raiva, muito raiva de si mesma, por ter acreditado nele. Mas agora ela sabia que isso não importava mais, ela sentia-se bem assim, aparentemente pelo menos, no fundo ela queria apaixonar-se de novo, no entanto sua razão não a deixava mais.  Enquanto pensava nisso melancolicamente, ela levantou-se, foi até a janela, olhou o horizonte verde que brilhava sob o sol, deixou que a música que tocava ao fundo entrasse em sua mente e suspirou.

5 comentários:

Francesca M. Eccker disse...

mimimimi...
isso é tudo o que uma garota pode sentir ao deixar uma paixão para trás...
a carol colocou tudo exatamente, perfeitamente como as coisas são e acontecem na vida difícil de uma guria que,passou da paixão para o ódio com toda a razão!!!
perfeito carol!!!

Anônimo disse...

Isso pra mimé literatura, hm

Joao Felipe disse...

eu acho que as lembranças ruins ou boas nunca devem ser esquecidas .
carol my intelectual friend <3
loviu (:

Juli Vargas Pegoraro disse...

sem palavras pra ti Carol! perfeito D:

blue. disse...

gostei desse :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...